PESQUISAR

Notícias Operacionais 0

 

Aconteceu nesta quarta-feira, 21, um incêndio de grandes proporções no pátio de veículos apreendidos do Detran, no Bairro Sertãozinho, em Barra Velha.

 

2107 Barra Velho 1


Por volta das 00h40min, o COBOM acionou a guarnição do caminhão ABTR-176 para controlar as chamas evitando que se propagasse para os quase sessenta veiculos que lá estavam.

 

2107 Barra Velho

 

Os trabalhos seguiram até as 04h20min, sendo gastos cerca de 13 mil litros de água para debelar o incêndio. Ao todo quatorze veículos foram totalmente destruidos pelo fogo e oito parcialmente. Os bombeiros voluntários de Barra Velha auxiliaram neste combate.

 

2107 Barra Velho 2

 

2107 Barra Velho 3

 

Créditos:
Texto: Subtenente Evandro Rodrigues
Imagens:Divulgação CBMSC/Barra Velha
Assessoria de Imprensa CBMSC: (48) 98843-4427
Centro de Comunicação Social
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

 

 

No último domingo, 18, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, com sede em Garuva, promoveu através de uma empresa particular o curso de identificação e manuseio de animais peçonhentos e venenosos.
Ivo Ramos o instrutor do curso, especialista em animais peçonhentos e também bombeiro comunitário do município de Itapoá, ministrou instrução teórica e prática sobre os seguintes assuntos:

 

2107 Garuva

 

- Diferença de animais peçonhentos e venenosos.
- Intoxicação exógena causada por animais venenosos e peçonhentos.
- Características de artrópodes - aranhas, escorpiões, e insetos.
- Características de anfíbios - rãs, sapos e pererecas.
- Características de serpentes - peçonhentas e não peçonhentas.

 

2107 Garuva 1

 

- Diferença entre mimetismo e camuflagem.
- Desmistificação de lendas, mitos e curiosidades.
- Prevenção de acidentes.
- Primeiros socorros em casos de envenenamento e intoxicação.
- Importância ecológica e médica.
- Ação química das toxinas no organismo humano; e
- Demonstração de espécies vivas executando prática de captura e soltura.

 

2107 Garuva 2

 

Esse curso fez parte de um ciclo de instruções e treinamentos que visam a capacitação e atualização do efetivo de bombeiros militares e comunitários do Grupo de Bombeiros Militar de Garuva que tem como prioridade a qualidade do atendimento ao cidadão garuvense.

 

Créditos:
Texto: Soldado Marcus Vinicius Ceschini Santos
Imagens:Divulgação CBMSC/Garuva
Assessoria de Imprensa CBMSC: (48) 98843-4427
Centro de Comunicação Social
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

Nesta terça-feira, 20, dois binômios, dupla entre bombeiro militar e cão de busca, do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), foram até Porto Alegre, para apoio ao CBM Rio Grande do Sul (CBMRS), na busca pelos militares desaparecidos após o incêndio e colapso na estrutura da edificação em que estava instalada a Secretaria da Segurança Pública do Estado, na Capital gaúcha.

“O CBMSC é uma corporação que está sempre disponível para auxiliar quem quer que precise de nós. Nesta situação, envolvendo nossos irmãos de farda, não seria diferente. Os binômios enviados ao Rio Grande do Sul possuem vasta experiência de operação em campo e atuarão incansavelmente na busca pelos guerreiros desaparecidos. Além das ações de busca, seguiremos à disposição para o que mais for necessário”, exalta o Comandante-Geral do CBMSC coronel Charles Alexandre Vieira.

O cabo Ronaldo Fumagalli e cão Hunter, do CBMSC em Curitibanos, além do soldado Luciano Rangel e o cão Orion do CBMSC em Lages, estão atuando na busca pelos desaparecidos desde o final desta manhã, em meio aos escombros. Cabe destacar que os dois militares e o cão Hunter possuem experiência, inclusive acionados em apoio ao CBMMG, na ocorrência de Brumadinho.

2007 binomiopoa4

“Nossos binômios possuem experiência e treinam constantemente para a atuação, ou seja, eles estão sempre prontos, o que facilita nestes suportes aos outros estados. A intenção da coordenadoria de cães e da nossa atividade é auxiliar na busca por pessoas, em qualquer local, em todas as situações e estes acionamentos reforçam o nosso compromisso com a sociedade”, explica o presidente da coordenadoria de busca, resgate e salvamento com cães, tenente-coronel Walter Parizotto.

Acionamento

Após o pedido de apoio do CBMRS, na tarde de ontem, 19, após a autorização do governador Carlos Moisés, o Comandante-Geral do CBMSC, estruturou e determinou o deslocamento dos militares ao Rio Grande do Sul, a partir das 6h desta terça. 

“A experiência do CBMSC em eventos extremos faz com que a corporação seja acionada para suporte a outros estados. Foi assim em Brumadinho, nos incêndios no Pantanal e agora no Rio Grande do Sul. Somos solidários a quem precisa de nós e estamos prontos e treinados para os acionamentos”, destaca o governador.

Com a chegada, por volta das 11h, após o briefing inicial, os binômios catarinenses já estão em cena.

"Solicitamos dois binômios do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina para ampliar as frentes de trabalho nas buscas pelos dois bombeiros desaparecidos, juntamente com os quatro binômios já empregados pelo CBMRS. Será de grande ajuda para cobrirmos com maior agilidade e rastrearmos a área", afirmou o tenente-coronel Eduardo Estevam Rodrigues, comandante do 1° Batalhão de Bombeiro Militar de Porto Alegre e coordenador da operação de busca e resgate no terreno da SSP gaúcha.

2007 binomiopoa


Sobre a ocorrência

Na noite do dia 14 de julho, por volta das 21h40min o CBMRS foi acionado para o combate ao incêndio no prédio da Secretaria de Segurança Pública da Capital gaúcha. Além das chamas, algumas estruturas colapsaram também, dificultando o acesso e aumentando a proporção desta ocorrência.
Em meio ao combate as equipes perceberam o desaparecimento de dois bombeiros que atuavam na cena: o 1º tenente Deroci de Almeida da Costa e o 2º sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós. As buscas seguem no local.

Créditos:
Texto: Melina Cauduro - Jornalista
Imagens: Divulgação/CBMRS / SSPRS
Assessoria de Imprensa CBMSC: (48) 9 8843-4427
Centro de Comunicação Social
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

No dia 18, a equipe do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) em Gaspar resgatou um cachorro, que estava preso desde o dia 09 de julho, dentro de uma fenda de rocha no interior do município. 

Foram empenhadas equipes compostas por 3 a 4 bombeiros entre os dias 13 a 18 de julho, a fim de auxiliar e orientar a comunidade. Foram realizadas diversas tentativas de acesso e busca para localização do animal.

2007 gaspar2

Após nove dias, com uso de ferramentas de perfuração o animal foi resgatado com sucesso. Apesar de estar magro e aparentemente desnutrido, o cão não apresentava lesões, apenas pequenas escoriações.

2007 gaspar

Créditos:
Texto: Soldado Jacob Vilain Neto
Imagens: Divulgação CBMSC/Gaspar
Assessoria de Imprensa CBMSC: (48) 9 8843-4427
Centro de Comunicação Social
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

 

Nesta terça-feira, 13, foram deslocadas 2 equipes de combate a incêndio pela parte da manhã, entre 10h e 11h, e no período da tarde, a partir das 16h, outra equipe foi reforçar o efetivo.

O deslocamento foi realizado com auxílio do helicóptero Águia da Polícia Militar, que levou suprimentos para as equipes poderem passar a noite no local. O acesso por terra levaria cerca de 3 horas.

 

1607 Garuva

 

Para esta operação foram empregados 10 combatentes entre bombeiros militares e bombeiros comunitários que debelaram as chamas em cerca de 20h no local. Sendo que a área atingida foi aproximadamente 450 hectares correspondente a 630 campos de futebol.

 

1607 Garuva 1

 

Foram utilizados principalmente, batedores, sopradores e bombas costais.

O helicóptero Arcanjo do CBMSC efetuou a operação de traslado final dos combatentes do alto do morro, que haviam pernoitado no local e finalizado os últimos focos de incêndio por volta das 7h da manhã do dia 14. Foi uma operação muito complicada e perigosa de efetuar o combate, mas com a experiência e qualificação da equipe ocorreu tudo certo e voltaram em segurança para o quartel.

 

1607 Garuva 2

 

"Vidas alheias e riquezas a salvar esse é o lema do bombeiro militar"

 

Créditos:
Texto:Marcus Vinicius Ceschini Santos
Imagens:Divulgação CBMSC/Garuva
Assessoria de Imprensa CBMSC: (48) 98843-4427
Centro de Comunicação Social
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina


Nesta semana, o 3º sargento Anselmo dos Santos está ministrando às guarnições de Itajaí instruções de manutenção sobre os Processos Administrativos Disciplinares (PAD).

Foram abordados os aspectos jurídicos e administrativos do PAD, a fim de entendimento de possíveis mudanças destes processos.

 

1507 PAD Itajaí

 

1507 PAD Itajaí 1

 

1507 PAD Itajaí 2

 

Créditos:
Texto: Julia de Oliveira
Imagens: Divulgação CBMSC/Itajaí
Assessoria de Imprensa CBMSC: (48) 9 8843-4427
Centro de Comunicação Social
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina


Foi realizado entre os dias 8 e 9 de julho, no município de Porto União, um Exercício Simulado de Mobilização e Emprego de uma Equipe Comunitária de Bombeiros do 9º Batalhão de Bombeiros Militar (9ºBBM), que fica localizado no Planalto Norte Catarinense, e que contou com a participação de 32 bombeiros das cidades de Canoinhas, Três Barras, Major Vieira, São Bento do Sul, Rio Negrinho, Campo Alegre, Porto União, Matos Costa, Mafra, Papanduva, Monte Castelo, além do efetivo envolvido na coordenação e instrução.

 

1507 Porto União

 

Para atuar em operações de "Ajuda Humanitária" os bombeiros militares (BMs), bombeiros comunitários (BCs), bombeiros civis profissionais (BCPs) e guarda-vidas civis (GVCs), se colocam à disposição do Comandante da Organização de Bombeiro Militar (OBM) ao qual pertencem e quando aceitos passam a compor uma equipe humanitária do BBM, a qual pertencem, e passam a receber treinamentos para atuar no atendimento à população afetada pelo desastre e/ou de emergência, até que se restabeleça novamente a situação de normalidade.

 

1507 Porto União 1


Para que as mobilizações sejam rápidas e se tenha mais precisão e rapidez no atendimento das ocorrências, o CBMSC mantêm uma rotina de treinamentos, simulando situações reais, com isso, além de garantir o ritmo das equipes, traz a possibilidade de avaliação dos recursos empregados, verificando os pontos que podem ser aprimorados. Assim, os Comandantes das unidades têm o real controle das equipes que podem ser empregadas em cada situação.

 

1507 Porto União 2

 

A realização do exercício possibilitou o treinamento de mobilização e emprego de um contingente comunitário, o trabalho em equipe, a logística, o sistema de comando das operações, possibilitando que o efetivo a ser empregado esteja sempre pronto e apto a atuar em operações dessa natureza, nos locais afetados pelos desastres e/ou de emergência onde o CBMSC, possa ser empregado.

 

1507 Porto União 3


A participação no exercício foi voluntária, sendo empregadas as viaturas necessárias para deslocamento do efetivo, sendo utilizadas viaturas de Auto Resgate (AR) para transporte de equipamentos e materiais, priorizando como sempre o transporte solidário.

 

1507 Porto União 4


O acionamento e mobilização das equipes foi realizado na quarta-feira, 7, sendo que as equipes foram mobilizadas na quinta-feira, 8, tendo que se apresentar no quartel da 3ª/9ºBBM - Avenida João Pessoa, 1270, Centro de Porto União até as 09h00min da manhã onde foram apresentadas ao Comandante-Geral, dando início as atividades programadas:

1 - Chegada das equipes (08h00min às 09h00).
2 - Apresentação da EH-09 ao Comandante-Geral (09h00).
2 - Participação da EH-09 na Solenidade de Formatura (09h30 às 11h00).
3 - Divisão e distribuição das equipes das (11h00 às 11h15).
4 - Instrução sobre sistema de comando em operações (SCO) (11h15min às 12h00).
5 - Início das atividades programadas (13h30min).
- instalação e auxílio no Posto de Comando;
- distribuição de roupas e/ou alimentos;
- lavação de pista e/ou edificações públicas;
- corte de árvores e desobstrução de vias públicas;
- travessia de pessoas ilhadas com embarcações;
- abastecimento de água em locais públicos;
- distribuição de Lonas;
- distribuição de lenhas para assistência social;
- progressão noturna na mata; e,
- montagem do Acantonamento.
6 - Encerramento das Atividades programadas e término do exercício (08h00)

 

Créditos:
Texto: Capitão Marcos Luciano Colla
Imagens: Divulgação CBMSC/Porto União
Assessoria de Imprensa CBMSC: (48) 9 8843-4427
Centro de Comunicação Social
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

Nos dias 13 e 14 o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) participou do V Exercício de Ajuda Humanitária em Blumenau. A atividade começou no dia 09, com o exercício de mesa e seguiu nesta semana com os simulados de cenários.

1607 simuladoft034

O objetivo deste simulado é treinar as instituições para atuação conjunta em uma possível calamidade climática, que envolva todas as forças de segurança e proteção civil. Em uma situação real, para que o Exército Brasileiro seja acionado, seria necessário esgotar todas as possibilidades de atendimento do Estado, solicitando reforço nacional.

Atuação do CBMSC

A Força-Tarefa (FT) 03 ficou em prontidão já na segunda-feira, 12, a partir das 20h, com a mobilização da equipe, que acampou no campo do 3º Batalhão de Bombeiros Militar (BBM), com sede em Blumenau. Oito bombeiros militares e um cão de busca ficaram preparados para o acionamento. Por se tratar de um treinamento simulado de operação real os integrantes não sabiam horários e detalhes das ocorrências que viriam.

1607 simuladoft033


Na terça-feira, 13, foi reunido o Grupo de Ações Coordenadas (GRAC) na Prefeitura Municipal de Blumenau, com a presença dos integrantes do CBMSC: comandante do 3º BBM, tenente-coronel Jorge Artur Cameu Júnior, o comandante do Batalhão de Ajuda Humanitária (BAjH), tenente-coronel Aldrin Silva de Souza, além do capitão Jair Pereira dos Santos Júnior, representando o Batalhão de Operações Aéreas (BOA) e a chefe do Centro de Comunicação Social (CCS), capitão Juciane da Cruz May.

1607 simuladoft032

Já na sede do BBM foi montada uma sala de situação com militares monitorando as ocorrências e como ligação entre a FT e o GRAC.

1607 simuladoft03

1º acionamento: deslizamento

Por volta das 12h ocorreu o primeiro acionamento, para uma ocorrência. O local escolhido, no bairro Nova Rússia, foi atingido por um deslizamento no ano de 2015, ou seja, passível de nova situação no local.

A FT 03 foi ao local com a informação de vítimas soterradas há 03 dias, exigindo o emprego do cão de busca e resgate Bravo, com abertura de cones de odor.

1607 simuladoft035

2º acionamento: resgate em ribanceira

Às 3h da manhã, do dia 14, houve o segundo acionamento da FT, para ocorrência de resgate em ribanceira, com cinco vítimas, uma delas na pista e outras quatro em meio a vegetação. As equipes realizaram um primeiro atendimento pré-hospitalar, estabilizaram as vítimas que estavam na ribanceira e realizaram técnica de tirolesa para retirada das pessoas do local.

1607 simuladoft0306

3º acionamento: prevenção em operação do EB

Em torno das 7h o Exército Brasileiro acionou o CBMSC para apoio em operação de travessia de pessoas ilhadas por meio de uma passadeira. A FT utilizou bote para a prevenção e resgatou uma das vítimas que caiu na água.

1607 simuladoft036

4º acionamento: pessoas ilhadas

Para a finalização do exercício a última ocorrência foi a busca de idosos que ficaram ilhados às margens do rio. Mais uma vez a FT utilizou botes para o resgate das vítimas.

1607 simuladoft037

Os cenários foram criados por bombeiros militares da região e repassados para execução do Exército Brasileiro, pensando nas possíveis ocorrências que são características da região e que podem acontecer devido a eventos climáticos.

“Todas as situações que estamos atendendo no exercício são situações rotineiras aqui na região e assumem um caráter extraordinário quando ganham magnitude, como a quantidade de pessoas atendidas, impacto, as ferramentas que essas ocorrências demandam e a quantidade de agentes organizados que envolvem essas ocorrências “, explica o capitão Felipe Daminelli, responsável pela comunicação nesta operação.

1607 simuladoft038

Além da integração com as outras forças envolvidas, também foram testadas e treinadas as respostas internas da corporação e a ligação dos setores que são acionados com eventos climáticos extremos.

“O grande crítico neste tipo de incidente é como organizar grupos diferentes, de forma sinérgica, para que se possa fazer o melhor trabalho, coordenado, de forma sequencial e célere, otimizando recursos na cena”, complementa o capitão.

1607 simuladoft039

Saiba mais sobre o emprego de uma FT clicando aqui.

Créditos:
Texto: Melina Cauduro - Jornalista
Imagens: Melina Cauduro 
Assessoria de Imprensa CBMSC: (48) 9 8843-4427
Centro de Comunicação Social
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

 


Na tarde desta quarta-feira, 7, aconteceu um workshop de mergulho no Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, sede do 7ºBBM em Itajaí. Na oportunidade, o Diretor de Operações na Acquanauta do Centro de Mergulho de Curitiba, Reinaldo Alberti, que possui 33 anos dedicados à atividade de mergulho profissional, realizou um apanhado de geral dos materiais, equipamentos e técnicas utilizadas para o mergulho de profundidade que podem ser utilizados para a atividade de mergulho no CBMSC.

 

0707 Mergulho

 

Além disso, foi uma oportunidade dos mergulhadores trocarem experiências entre si e fazerem um intercâmbio de conhecimento nessa área de atuação com vistas a realizar futuros treinamentos e exercícios que buscam aperfeiçoar os profissionais que se dedicam ao mergulho.

 

0707 Mergulho 1

 

Participaram 19 mergulhadores do 7º e 13ºBBM.

 

Créditos:
Texto:Julia de Oliveira
Imagens: Divulgação CBMSC/Itajaí
Assessoria de Imprensa CBMSC: (48) 9 8843-4427
Centro de Comunicação Social
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

 

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, com sede em Itajaí, foi acionado pelo telefone 193 às 22h de sexta-feira, 2, para atender incêndio na Subestação da Celesc da Praia Brava, em Itajaí.

No local, incêndio em um dos aparelhos com capacidade aproximada de 25.000 litros de óleo. Após a equipe da Celesc chegar ao local e confirmar que não havia risco de choque, o combate foi iniciado com duas linhas de ataque (mangueiras com água) com objetivo de resfriar o equipamento, evitando alastrar para os demais aparelhos e diminuir o calor, conseguindo que as chamas diminuíssem.

 

0707 Itajaí

 

Após cerca de 30 minutos o ABTR122 chegou ao local montando uma linha com espuma e com as duas frentes de ataque logrou-se êxito finalizando o combate às chamas.

O combate foi realizado pelas equipes de Itajaí e Balneário Camboriú. Inicialmente com o combate indireto com o uso de água para diminuir o calor e posteriormente com espuma assim debelando por completo as chamas.

 

Veja tamém os vídeos:

Link para o vídeo: vídeo 1

Link para o vídeo: vídeo 2


Créditos:
Texto: Julia de Oliveira
Imagens: Divulgação CBMSC/Itajaí
Assessoria de Imprensa CBMSC: (48) 9 8843-4427
Centro de Comunicação Social
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

emergencia193
QUARTEL DO COMANDO-GERAL
Rua Almirante Lamego, 381, Centro, Florianópolis - SC | CEP: 88015-600

Desenvolvimento: DiTI-DLF | Gestão de Conteúdo: CCS | Tecnologia Open-Source
emergencia193